O Reinado de Davi

O Reinado de Davi
Lição 9 – 1 de Dezembro de 2019
Texto Áureo: 2 Sm 5.12 E entendeu Davi que o Senhor o confirmava rei sobre Israel e que exaltara o seu reino por amor do seu povo.
Leitura Bíblica em Classe: 2 Samuel 5.1-12

Introdução: Após a morte de Saul, Davi começou a reinar aos trinta anos de idade, mas ainda não sobre todo o Israel, isso porque, havia resistência das tribos em reconhecê-lo como rei, pois ainda insistiam em manter a dinastia de Saul. Desse modo no período de sete anos e meio, ele reinou em Hebrom até ser aceito como rei em todo o Israel, onde prosseguiu o seu reinado por mais 33 anos. Assim o reinado de Davi teve a duração total de quarenta anos e seis meses. A promessa de que seria rei sobre todo o Israel, deu-se quando foi ungido por Samuel na casa do seu pai Jessé e desde então ele soube esperar com paciência no Senhor o cumprimento da promessa, mesmo passando por toda uma trajetória de muitos combates contra os inimigos de Israel. Mas, a pior delas, envolveu a perseguição incessante movida por Saul que furiosamente intentava contra a vida de Davi e isso, por um período de cerca de dez anos. Tudo que Davi passou foi didático, pois serviu de preparação para adquirir experiência, na finalidade de ter condições de ser coroado como Rei de todo Israel.
1. Um líder só será bem sucedido quando o povo confirma a sua fidelidade com ele.
2 Samuel 5.1 ENTÃO todas as tribos de Israel vieram a Davi, em Hebrom, e falaram, dizendo: Eis-nos aqui, somos teus ossos e tua carne. 2 Samuel 5.2 E também outrora, sendo Saul ainda rei sobre nós, eras tu o que saías e entravas com Israel; e também o Senhor te disse: Tu apascentarás o meu povo de Israel, e tu serás príncipe sobre Israel.
Quem tem promessa de Deus sabe que elas são condicionais a mantermos a nossa fidelidade e perseverança por todos os testes de fidelidade a que somos submetidos por Ele. Isso envolve tribulações, perseguições, aflições e muito mais. Foram sete anos e meio de resistência, em que as tribos de Israel negavam a aceitar Davi como Rei. Porém no período em que Davi exerceu o seu reinado em Hebron, ele demonstrou uma competência admirável na sua administração, fato esse que se propagou em todo reino. Não bastasse isso, ele também contava com as bênçãos divinas sobre o seu reino que prosperava aos olhos de todos. As tribos de Israel tinham como rei Is-bosete, o filho mais novo de Saul, que com o tempo foi sendo rejeitado pelo povo, pois não encontravam nele as características de um rei como desejavam. Um líder que presta cuidado a favor do povo certamente é o que Deus credenciou. (Meus olhos aprovam os fiéis da terra, e eles habitarão comigo. Somente quem tem vida íntegra me servirá. Salmos 101:6).
2. Um líder qualificado por Deus para ocupar um ofício deve ter a confiança de todos.
2 Samuel 5.3 Assim, pois, todos os anciãos de Israel vieram ao rei, em Hebrom; e o rei Davi fez com eles acordo em Hebrom, perante o Senhor; e ungiram a Davi rei sobre Israel. 2 Samuel 5.4 Da idade de trinta anos era Davi quando começou a reinar; quarenta anos reinou. 2 Samuel 5.5 Em Hebrom reinou sobre Judá sete anos e seis meses, e em Jerusalém reinou trinta e três anos sobre todo o Israel e Judá.
Davi estava plenamente qualificado para ser reconhecido por todos como rei de todo Israel e não somente em Hebrom, mesmo porque, ele tinha promessas de Deus para que isso acontecesse. Ao ser ungido pelos anciãos ele teve o reconhecimento total na concordância de todos, fato esse importante para que não houvesse oposição de alguma tribo, o que não seria benéfico para o seu reinado. Com o acordo firmado entre eles, coisa alguma foi negada a Davi e com isso foi-lhe dado poder absoluto sobre todo Israel. Na realidade foi Deus que confiou esse poder absoluto a Davi, pois já o havia predestinado para tal ofício, pois alcançou as qualificações exigidas pelo Senhor. (Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Eclesiastes 3:1).
3. Um líder deve ser destemido para encarar e enfrentar todos os tipos de desafios.
2 Samuel 5.6 E partiu o rei com os seus homens a Jerusalém, contra os jebuseus que habitavam naquela terra; e falaram a Davi, dizendo: Não entrarás aqui, pois os cegos e os coxos te repelirão, querendo dizer: Não entrará Davi aqui. 2 Samuel 5.7 Porém Davi tomou a fortaleza de Sião; esta é a cidade de Davi. 2 Samuel 5.8 Porque Davi disse naquele dia: Qualquer que ferir aos jebuseus, suba ao canal e fira aos coxos e aos cegos, a quem a alma de Davi odeia. Por isso se diz: Nem cego nem coxo entrará nesta casa. 2 Samuel 5.9 Assim habitou Davi na fortaleza, e a chamou a cidade de Davi; e Davi foi edificando em redor, desde Milo para dentro.
Algo que não pode faltar num líder é determinação e coragem para enfrentar qualquer tipo de situação. Davi, como Rei de todo Israel desejava fazer de Jerusalém a sua capital. Porém, Jerusalém estava ocupada pelos Jebuseus, povo esse que Josué não conseguiu vencer, quando na conquista da terra. Os Jebuseus se mostravam altivos e confiantes de que ninguém conseguiria vencê-los, visto que Jerusalém geograficamente dava essa vantagem a eles. Os Jebuseus confiavam nas muralhas que eram intransponíveis, mas não imaginara que o comandante Joaida entraria por um túnel escavado em rocha e com esse acesso conseguiu derrotá-los e tomar a cidade. (Minha é a vingança e a recompensa, ao tempo em que resvalar o seu pé; porque o dia da sua ruína está próximo, e as coisas que lhes hão de suceder se apressam a chegar.Deuteronômio 32:35).
4. Um líder que se esforça no seu ofício sempre terá a gratidão dos seus liderados.
2 Samuel 5.10 E Davi ia, cada vez mais, aumentando e crescendo, porque o Senhor Deus dos Exércitos era com ele. 2 Samuel 5.11 E Hirão, rei de Tiro, enviou mensageiros a Davi, e madeira de cedro, e carpinteiros, e pedreiros que edificaram a Davi uma casa. 2 Samuel 5.12 E entendeu Davi que o Senhor o confirmara rei sobre Israel, e que exaltara o seu reino por amor do seu povo.
A tomada de Jerusalém requereu muita ousadia, pois era uma missão praticamente impossível aos olhos de todos, menos do escolhido de Deus, Davi. Isso e outras realizações como um bom administrador o fez crescer mais aos olhos do povo e assim a sua fama se estendeu, pois o povo via que Deus era o poder oculto que agia por trás dele. Um líder precisa de preparação e confirmação divina para exercer sua liderança e Davi mostrou isso em toda sua jornada rumo a coroação com rei de Israel. Essa confirmação é notória, pois o povo procurou demonstrar a sua gratidão cooperando de várias maneiras para o crescimento do seu reino. Uma entre tantas virtudes de Davi, é que ele não governava para si próprio, mas tudo o que fazia com todo seu esforço, era em favor do povo e isso deve ser uma virtude de todo líder. Deus quer líder capacitado em servir ao próximo, pois isso envolve a lei do amor, a qual não pode ser esquecida por ninguém lembrando que essa lei incorpora todas as demais leis em sí mesmo. (A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei. Romanos 13:8).

Elaborado pelo Pastor Adilson Guilhermel